sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Cuba autoriza voos americanos para ajuda ao Haiti, segundo EUA

O Governo de Cuba autorizou os voos de aviões americanos no espaço aéreo cubano em missões de evacuação de desabrigados e socorro ao Haiti, informou hoje a Casa Branca.

Os EUA acreditam que a autorização do Governo de Cuba reduzirá em 90 minutos os voos a partir da base naval americana em Guantánamo até a Flórida.

Entre Estados Unidos e Cuba, já existe um acordo que permite sobrevoar o espaço aéreo cubano em casos de emergência médica, mas, agora, os EUA pediram que essa permissão fosse estendida de forma permanente, e Cuba aceitou.

O terremoto de 7 graus na escala Richter aconteceu às 19h53 de Brasília da terça-feira e teve epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe, a capital do país. A Cruz Vermelha do Haiti estima que o número de mortos ficará entre 45 mil e 50 mil.

Na quarta-feira, o primeiro-ministro do país, Jean Max Bellerive, havia falado de "centenas de milhares" de mortos.

O Exército brasileiro confirmou que pelo menos 14 militares do país que participam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto.

A brasileira Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, ligada à Igreja Católica, também morreu no tremor.

Diferente do número do Exército, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, aumentou hoje o número de mortos para 17 - considerando as mortes de Luiz Carlos da Costa, funcionário da ONU, e de outro brasileiro que não identificou -, segundo informações da "Agência Brasil".

Fonte: Terra

0 comentários:

Tirinhas da Mariana

Tirinhas do Cabeça Oca